Uma passagem pelo shopping cumprindo uma missão

Por Antônio Saracura

 

Quinta-feira é um dia morto nos shoppings. E a noite das quintas é mais morta ainda. Nesta última quinta, dia 17 de maio, por volta das 17:20 horas, o Shopping Jardins estava a oco, profundo.

Do que Messias se queixa? O mal é geral.

A loja da Escariz, congelada. Livros e funcionários de olhos vidrados mirando-se uns aos outros: estátuas de sal de Gomorra sem atentar à tragédia.

Mas eu tinha minha pregação e a faria, mesmo no deserto. Cactos, calangos e pedregulhos também são filhos de Deus. O Escritor na Livraria não pressupõe loja cheia ou vazia, ele enche. Haja farromba!

Estacionei o carro no lugar da sorte, que estava vazio. Também pudera!.

Entrei no supermercado (fazendo hora, seguindo o instinto, esperando que outros doidos tenham pensado como eu… que cheguem uns gatinhos à minha montanha para o sermão ter graça).

O vozeirão de Dantas Mendes anuncia margarinas e introduz os livros de Saracura no cardápio radiofônico. Ele ri, o desgraçado, quando o encontro por detrás da prateleira de produtos lights. “Vá ao meu programa na Aperipê, chegue depois das duas e meia e antes das três e meia”.

Assumo mais um compromisso de execução improvável pela correria que me mantem em pé.

Compro a manteiga que minha esposa mandou. Levo duas caixas pois o preço da marca mineira está pela metade, menos de 19 reais o quilo. A data de validade está boa. Estaria viciada, como diz Zé Borracha referindo ao peixe passado?

Chego, empurrado, à Escariz. Vou à gôndola dos sergipanos e fico olhando mecanicamente tantos bons livros. São mulheres novinhas no hall do bordel, mostrando, libidinosas, a nenhum freguês, as pernas quilométricas e seios alvos com auréola rósea. Viajo pela juventude tórrida…

Saindo do nada, posta-se ao meu lado, Daniel Nunes, leitor de meus livros e amigo do face, pois se apresenta assim. Como é bom encontrar um leitor e especialmente se traz na mão Os Curadores de Cobra e de Gente e uma caneta! Autografei com o maior prazer.

Lá de cima do Café Fans, o peregrino Anselmo me acena mandando-me subir. Eu nem tinha levantado a vista ao entrar na loja, obcecado pelo meu destino de toda quinta. Subo. Estão mais duas pessoas e logo chega Samarone, o tempero certo de qualquer reunião. O assunto à mesa é o caminho de Santo Antônio Fujão, uma lenda que corre séculos em Itabaiana. No próximo dia 13, pela manhã, um grupo de peregrinos sairá da Igreja Velha em busca da matriz de Itabaiana, revivendo a rota do padre Sebastião Pedroso de Gois ou de beatos, a sem mando, levando a imagem do santo. Eu vou nessa, de cajado e botina. Bandeirante caçador de minas e agora peregrino e penitente.
Sou vacinado contra picada de mutuca. Acho que sou.

Geraldo Bezerra, admirável memorialista, chega ao chão da loja e vê a reunião dos peregrinos no sótão. Ele sobe e eu desço. Vou pastorear meu poço de espera.

Já há alguns gatos pingados circulando. Os filadores de jornais e revistas passam páginas na sala de leitura. Esse canto aconchegante atrai maridos largados e quebrados. Quando se vão, deixam jornais amarfanhados e livros escangotados.

E tenho a honra de conhecer a Adolfo, 19 anos, envolvido com a encomenda de um livro que só há nos EUA.
Eu também escrevo romances.
Ele diz e diz mais. Romances em jogos de computador. Meus filhos voam, falam japonês, sueco, todas as línguas. E os seus?

Caio sentado.

Os meus? Quando tentaram benzer o rio Real e o Vaza Varris, primeiro nadando, depois em uma canoa furada, molharam-se e afundaram no meio. Pediram socorro. Os povos das margens só entendiam a língua das sereias de Ronpelim e pensaram que era oferta a Iemanjá de algum pai de santo.

Mas hoje tem um lançamento da Escariz Jorge Amado, de Jorge Almeida, do livro Ajustando as Velas. E já passou da hora. Deixo Adolfo enrolado com as encomendas, deixo a reunião dos peregrinos pegando fogo no café Fans e deixo o shopping jardins pegando lotação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: