José Augusto Machado

Jose Augusto 2

CADEIRA 03

PATRONO: ANTÔNIO JOAQUIM DA SILVA

Maestro, compositor

Separador3-1sepia

Nascido em 5 de abril de 1954, aos 13 anos ganhou o apelido pelo qual é mais conhecido até os dias de hoje: Baldoque – do italiano Baldochi – nome de ex-zagueiro do Palmeiras de São Paulo, quando na mesma posição jogou no juvenil da Associação Olímpica de Itabaiana. Aluno do Primário no Educandário Nossa Senhora Menina da legendária professora Maria Meneses Santos, Maria de Branquinha; Ginasial e Científico no Colégio Estadual Murilo Braga, aprovado em Engenharia Química pela Universidade Federal de Sergipe em 1975, desistiu do curso logo a seguir. Foi professor no mesmo Colégio Estadual Murilo Braga e logo a seguir ingressou mediante concurso público no Banco do Brasil de onde saiu num dos programas de Pedidos de Demissão Voluntária (PDV), montando a seguir um pequeno negócio. Não mais voltou à vida estudantil. Possuidor de um instinto e sentimento de observação aguçado, desde garoto é fino contador de causos, tendo começado a escrever bem tarde para efêmeros periódicos de amigos na cidade, de onde chegou à Revista Perfil no ano 2000, e daí ao seu primeiro livro, sempre sobre causos, logo histórias reais e de domínio público na cidade. Antes de findar sua participação na sobredita revista ainda publicou o segundo livro, da mesma natureza do primeiro. Na Bienal 2017, em Itabaiana, lançou terceiro livro:

OBRAS
Causos de Itabaiana Grande
Itabaiana Grande, seus causos e mais

Separador2-2sepia

POSSE (Coletiva) 01/02/2013

RECEPÇÃO SOLENE: 30/08/2013

SAUDAÇÃO: ANTÔNIO SAMARONE DE SANTANA

Separador5preto


 

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: